Sentidos entorpecidos.

Me sinto vazia.
Vazia de pessoas, de sentimentos, de coisas úteis por dentro.
Vazia de amor, de dor, de rancor, só o que resta é o torpor.
Me faltam os sentidos, os sorrisos.Já não acho graça de quase nada,
Nessa pessoa improvisada
Que eu uso como fachada
Pra esconder esse vazio que insiste em me habitar.
Já não sei quem sou, ou porque sou
Se é que sou
Só sei que não sei, e pensando bem
Talvez seja melhor desse modo.
Não sei em que lugar de mim
Estou escondida,
Mas procuro desesperadamente me encontrar
E voltar para mim.
Que é aonde exatamente eu deveria estar.

Por: Carolina Alves.

Someday I will be strong enough…

Simplesmente não posso parar de ouvir. Queria conseguir apenas levantar a eu mesma…

Por: Carolina Alves.

Respirar não é viver!

A vida é uma coisa tão engraçada. Quer dizer, a gente sabe que não vai durar pra sempre – isso faz com que seja tão preciosa – e mesmo assim, parecemos não dar o devido valor à ela caso não aconteça algo drástico. Então, paremos e pensemos, quantas vezes por dia nós olhamos para o céu e ficamos maravilhados com sua imensidão azul e com o sol brilhando nos dias quentes, com as árvores e suas copas magníficas nos ajudando a filtrar um pouco a poluição que vai pros nossos pulmões… Aposto que são poucas essas pessoas.
Devo admitir, que estou numa fase de não reparar nem quem anda na minha frente, quem dirá no que está do meu lado… Mas isso é absurdo. É deplorável. Afinal, não temos a eternidade para reparar na magnitude da vida, apenas um período de tempo determinado, e mesmo que você acredite em vidas passadas/futuras, como é que você vai ter certeza de que vai voltar se ainda não morreu? Então a hora é agora. O tempo é esse. A vida é essa. Não devemos apenas dar valor ao que nós temos hoje, porque vimos no jornal alguma história milagrosa, mas sim todos os dias, o milagre é estar vivo, é acordar todos os dias respirando, é poder ser quem você é onde você está, é poder ser livre pra caminhar por aí observando todas as pequenas coisas, que por estarem sempre presentes no nosso cotidiano ignoramos, mas devem ser sempre vistas.
Faz mal, pro coração, pra alma, pro corpo, viver como se fosse algo banal, como se fosse normal que estivessemos aqui, porque eu aposto que antes dos dinossauros serem extintos eles achavam que iam durar pra sempre, e olha aí onde eles estão! Nos museus. E se daqui a alguns séculos, ou décadas, esse for o nosso destino? Quer dizer que antes de sermos substituídos pela evolução da éspecie não vamos ter aproveitado a vida ao máximo? Não só as coisas materiais, mas as coisas que importam, que fazem você relaxar, ficar de bem com a vida… Então antes que o nosso tempo nesse mundo acabe, por que não usar nossos polegares opositores e inteligência “avançada” para fazer algo de útil pelo mundo? E por nós mesmos? Viver a vida plenamente… sem pensar no que vai vir pela frente…

Por: Carolina Alves.

Inspiração: Unhas.

Oi pessoal, como sempre que dá, venho aqui postar unhas lindas que encontro pela internet… Anciosas para as unhas de hoje? Espero que gostem!

Imagem
Unhas decoradas: Listradinha preta e branca. Preto e branco é sempre elegante, isso é inquestionável, e as unhas listradinhas nessas cores não deixam de fazer parte disso! Além de serem super fáceis de serem feitas, são super versáteis, pois você pode, se preferir, alterar a cor das listrinhas para as cores da sua preferência. Gostaram?

Imagem

Unhas decoradas: Mesclada, preto e prata metalizado, pra quem gosta de um visual mais pesado, mas ainda assim discreto, essa é a unha perfeita! Linda, elegante, e moderna. Também não é difícil de ser feita em casa, mas é preciso paciência. Fabulosa. O que acharam?

Imagem

Unhas decoradas: Essa unha é para aquelas mulheres/garotas mais delicadas, e que gostam de unhas divertidas. Não é mesmo um charme essa unha de cerejinha com francesinha vermelha de bolinhas? Talvez você precise de uma profissional para ficar certinho na sua unha, mas vale a pena o investimento, certo? Adorei.

Imagem

Unhas decoradas: Bigodes. Ultimamente todo mundo têm aderido aos bigodes em cordões, estampas e etc, por que não nas unhas? Simples e moderna, prepare-se para arrazar com essa unha lindinha. Gostaram?

Bem, essas foram as escolhidas da semana, agora só na próxima. Espero que tenham gostado. Beijinhos. E não se esqueçam, caso queiram ver mais unhas decoradas ou entrar em contato com alguém que saiba fazer, é só acessar a página do Facebook da Nadja Freire, a moça que fez todos esses desenhos das fotos. Aqui o link:

http://www.facebook.com/ByNadjaFreire

Por: Carolina Alves.

Tão necessário quanto respirar, é ter alguém pra dividir o ar.

Amizade… Todo mundo, por mais individualista que seja, precisa de um amigo. Alguém pra conversar, desabafar, rir, chorar, passar o tempo, falar besteira, dar aquela olhada indiscreta quando você aponta pra alguém… Ahhh… São tantos os benefícios quando você tem alguém para compartilhar sua vida. Amigos são preciosos, são como as pedras mais valiosas que um trabalhador possa encontrar nas minas, são frágeis, precisam do nosso constante cuidado, carinho e atenção. São ágeis, sempre são os primeiros a chegarem até nós quando algo da muito certo ou muito errado. São simples, se forem de verdade, se contentam em estar na sua companhia só por estar, nem que seja para ficar atoa olhando as moscas passarem… São sempre dispostos, mesmo que não saibam o que estão fazendo, são sempre os primeiros a oferecerem ajuda. São sábios, sempre possuem algum conselho útil que nos ajude, ou oferecem um conselho inútil mesmo, só pra não deixar de se manifestar. São sinceros, são diferentes uns dos outros, mas igualmente especiais. E o maior presente no fato de se ter um amigo, são os sorrisos compartilhados, os micos vividos, os abraços trocados, os segredos protegidos. E se você tem um amigo, que sortudo você é! Não o deixe fugir. Faça de tudo para que ele se sinta especial, assim como ele te faz sentir.

Por: Carolina Alves.

Banalidade do dia.

Olá queridos! Enfim, eu não sei vocês, mas às vezes eu fico pensando em coisas muito sem sentido pras pessoas do meu dia-a-dia, então me sinto no direito de compartilhar esse pensamento com vocês, queridos leitores. Quem nunca ficou curioso quando percebeu que os velhinhos costumam ter orelhas e narizes mais avantajados enquanto vão ficando mais velhos, e quando eram novos não tinham todo esse tamanho? Pois é, eu já, eu pensava: Será que minha orelha vai ficar do tamanho do mundo, ou meu nariz que nem o do Pinóquio? Mas não há motivo para tanto pânico, afinal, eles não param mesmo de crescer, mas crescem muito pouco durante a vida, e o motivo para eles nunca ficarem do mesmo tamanho é simplesmente: Essas regiões são formadas por um tipo de cartilagem diferente, que não se ossificam ao decorrer do crescimento do corpo humano, e o motivo delas não se ossificarem é que essas partes do corpo precisam de flexibilidade!
Essa foi a banalidade/curiosidade do dia. Beijinhos.

Por: Carolina Alves.