Quem quer ser um milionário?

Se existe uma única palavra para descrever esse filme, adaptado do livro Q & A do diplomata e autor indiano Vikas Swarup, eu não a conheço. Sinceramente, foi o melhor e o pior filme que já vi em toda minha vida. O filme se passa na Índia, e conta a história de Jamal Malik, que participa da versão indiana do programa Quem Quer Ser um Milionário?, e surpreende a todas as pessoas que assistem ao programa, por aparentemente saber todas as respostas. O apresentador do programa chama o intervalo, quando Jamal não sabe uma das respostas, e escreve no espelho do banheiro a alternativa B, mas Jamal usa a alternativa D, deixando o apresentador certo de que ele trapaceou, chamando assim a polícia para investigá-lo.

Esperando provar sua inocência, Jamal conta sua história de vida para a polícia. Todo o drama de sua infância, sua história com seu irmão de caráter duvidoso, que escolhe todos os caminhos errados que aparecem pela frente, e sobre Latika, seu amor perdido. Depois de convencer a polícia, Jamal é liberado e volta ao jogo. Apenas uma última pergunta para o grande prêmio. Uma pergunta que Jamal nunca soube a resposta. Ele então opta pela ajuda, ligar para alguém que saiba a resposta. Mas essa pessoa também não sabia. Na sorte, Jamal acerta a pergunta. Fica rico e encontra seu grande amor, Latika. No começo do filme é feita a pergunta: “O que faz um rapaz sem interesse no dinheiro num concurso televisivo? E como é que ele sabe todas as respostas? A- Ele trapaceou; B- Ele sabia as respostas; C- Ele é um gênio; D- Estava escrito” E no final do filme, a resposta é revelada.

D- Estava escrito.

Imagem

Eu quis mil vezes desligar a televisão enquanto eu assistia. Provavelmente eu sou muito fresca mesmo, mas se esse filme não toca todas as pessoas que já o assistiram no mundo, Jesus, então o que? Toda a bondade, generosidade, coragem, determinação e vontade de encontrar seu amor, Jamal tem tudo isso em seu coração. Toda a ganancia, inveja, sede de poder, maldade, olá Salim. O desenrolar da história, todas as situações pelas quais os irmãos passaram,  a safadeza que Salim faz com o irmão e Latika, o modo como Jamal é tratado pela polícia, a cara do apresentador quando Jamal ganha, o tão esperado final feliz com Latika, o último ato decente de Salim, até a dancinha no final… Todo mundo devia assistir esse filme uma vez na vida. Foi o melhor filme, porque Jamal é a prova de que você sempre tem escolhas, Jamal é o símbolo da persistência e da esperança, e da força de vontade que alguém pode ter. E que no fim, até mesmo quem fez tudo errado, pode começar a fazer as coisas certas também. E foi o pior filme, porque foi horrível assistir a todas essas desgraças que acontecem na vida dessas pessoas, e que coisas parecidas ou piores acontecem na vida real de outras, parece tão injusto que alguém tenha que passar por todas essas coisas, dizem por aí que coisas ruins acontecem com pessoas boas, mas pelo menos nesse filme coisas boas também.

O filme é merecedor de todas as estatuetas que ganhou. Se existe um filme que pode marcar alguém pra sempre, é esse. Bem, essa foi minha indicação, espero que gostem do filme.

Por: Carolina Alves.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s