Atrás do espelho nada está quebrado

Levantar de madrugada sempre era um pesadelo. Mas sua cabeça pesava, afundando o travesseiro. Mil coisas para serem ditas e nenhum jeito de ser feito. Abriu a porta ruidosa do banheiro com cuidado, não queria acordar ninguém. Jogou água gelada no rosto, e observou pelo espelho enquanto as gotas caiam contornando seu rosto, rolando apressadas. Quem era aquela pessoa no espelho? Conhecia aqueles olhos. Tinha certeza de que quando ficasse velha, seus olhos seriam a única coisa que permaneceria imutável através do tempo. Exceto talvez por algumas marcas teimosas, que se mudariam aos poucos para emoldura-los. Olhos. Aqueles olhos por vezes atormentados, sempre arregalados e curiosos, nunca olhando para um ponto fixo… Seria a causa de todo o desequilíbrio? Mas ela encarava aqueles olhos, num misto de receio e ternura, vendo toda a vida que queria passando por eles, mas por mais tentador, tinha medo de voar. E tudo que brilhava muito parecia cegar. Então como se de súbito algo a tivesse assustado ou ocorrido, inclinou a cabeça em desalento e fracamente consciente das linhas que formavam um poço em sua testa quando fazia essas caretas, viu a vida de uma estranha, que parecia ter tido a audácia de usar seus olhos, passar. E se deu conta de que não tinha o menor controle, ou equilíbrio, mas já estava na metade da corda bamba. Expectativas são perigosas, maravilhosas, frustrantes, eu queria lhe dizer. Mas não disse, não poderia. Se caísse não haveria tela de proteção para amenizar a queda, estava por sua conta. Mas agora já não poderia voltar. Era uma escolha consciente, afinal. Já deveria ter percebido que era assim que acabava. Então estava de volta ao banheiro. Seu rosto estava seco, o mesmo não seria dito sobre seus olhos. Podia ser qualquer uma das duas vidas, a sua. Dependia de como andasse na corda bamba. Todo mundo, e ninguém, sabe o que isso significa uma vez na vida. Talvez não fosse agora. O futuro estava longe, não o suficiente, mas ainda não passava de sombras e borrões. Aqueles olhos estavam cansados. E foi correndo pra de baixo das cobertas, descobrir mais uma vez sua cabeça pesada afundando o travesseiro cheio de sonhos pesados.

Carolina.

Anúncios

Para passar o tempo 7

Hoje venho deixar como dica para leitura, livros que eu li sem escolher, eu gosto muito de ler e todos sabem disso, na escola eu tinha uma amiga que comprava vários livros e me emprestava, até o amigo do meu pai que eu nunca vi na vida vivia mandando livros pra eu ler… Então por meio deles eu conheci esses livros, espero que se vocês resolverem ler, gostem tanto quanto eu gostei.

Sociedade Secreta: Sob a Rosa – Volume 2 – Diana Peterfreund –  Amy Haskel agora faz parte da elite da Universidade de Eli. Ela é uma Coveira, integrante da sociedade secreta mais poderosa do país: a Rosa & Túmulo. Mas de repente os segredos da sociedade são divulgados em um site, chamando a atenção dos patriarcas da Rosa & Túmulo e até da imprensa. Para completar, outra Coveira desaparece misteriosamente… Alguém está vendendo os segredos da sociedade, e nenhum membro está a salvo… Todos são suspeitos.

Eu nunca li o primeiro volume, ou o terceiro, apenas esse. Mas não tive muitos problemas com isso. Bem, certamente vocês devem procurar o primeiro volume antes, mas deixo certo que o livro é ótimo e meio curioso. Gostei bastante da história. Aprovado, na minha opinião.

O Mundo de Sofia – Romance da História da Filosofia – Confesso que quando olhei o livro pela primeira vez, não que eu tenha problemas com ele ser meio grande, mas embora eu sempre tenha sido boa em filosofia e afins, nunca tive paixão por isso. Quando eu li filosofia no título, fiquei até com preguiça, achando que seria um livro enfadonho e morto. Mas muito pelo contrário, ele me surpreendeu. É meio confuso, mas muito interessante. Com certeza recomendo.

Sinopse: Cartas anônimas começam a chegar à caixa de correio da menina Sofia. Elas trazem perguntas sobre a existência e o entendimento da realidade. Por meio de um thriller emocionante, Gaarder conta a história da filosofia, dos pré-socráticos aos pós-modernos, de maneira acessível a todas as idades.

o mundo de sofia

Cai o Pano – O Último Caso de Poirot – Agatha Christie: Para resolver o último caso de sua carreira, o detetive belga Hercule Poirot volta ao local onde solucionou os primeiros crimes. Último de um ciclo de romances de Agatha Christie.

Esse minha vó achou empoeirado e aos pedaços sabe-se lá onde, como não tinha nada pra fazer resolvi ler. Devo confessar que nunca fui apaixonada por esse tipo de livro, não tenho paciência pra descobrir quem fez o que no tempo certo, sempre trapaceio. Mas o livro não me permitiu. Achei o ritmo fácil de se acompanhar, a história interessante e o desfecho mais ainda. Vale a pena a leitura.

cai-o-pano

O Único Animal

O homem é o único animal que ri dos outros.
O homem é o único animal que passa por outro e finge que não vê.
É o único que fala mais que o papagaio.
É o único que gosta de escargots (fora, claro, o escargot).

É o único que acha que Deus é parecido com ele.

E é o único…
que se veste;
que veste os outros;
que despe os outros;
que faz o que gosta escondido;
que muda de cor quando se envergonha;
que sabe que vai morrer;
que pensa que é eterno;
que não tem uma linguagem comum a toda espécie;
que se tosa voluntariamente;
que lucra com os ovos dos outros;
que pensa que é anfíbio e morre afogado;
que tem bichos;
que joga no bicho;
que aposta nos outros;
que compra antenas;
que se compara com os outros;

O homem não é o único animal que alimenta e cuida das suas crias,
mas é o único que depois usa isso para fazer chantagem emocional.

Não é o único que mata, mas é o único que vende a pele.

Não é o único que mata, mas é o único que manda matar.

E não é o único…
que voa, mas é o único que paga para isso;
que constrói casa, mas é o único que precisa de fechadura;
que constrói casa, mas é o único que passa quinze anos pagando;
que foge dos outros, mas é o único que chama isso de retirada estratégica;
que trai, polui e aterroriza, mas é o único que se justifica;
que engole sapo, mas é o único que não faz isso pelo valor nutritivo.

Luis Fernando Veríssimo

Dezesseis luas

Ano passado li esse livro, Dezesseis Luas, que me prendeu pelo fato do narrador ser o cara, e não a garota como de costume… De qualquer forma, adorei o livro, e agora ele virou filme, no Brasil no mês que vem. Espero que corresponda ao livro. De qualquer forma, deixo a indicação enquanto o filme não vem, é um bom livro para ler.

Sinopse: Ethan é um garoto normal de uma pequena cidade do sul dos Estados Unidos e totalmente atormentado por sonhos, ou melhor, pesadelos com uma garota que ele nunca conheceu. Até que ela aparece… Lena Duchannes é uma adolescente que luta para esconder seus poderes e uma maldição que assombra sua família há gerações. Mais que um romance entre eles, há um segredo decisivo que pode vir à tona. Eleito pelo Amazon um dos melhores livros de ficção de 2009. Direitos de tradução vendidos para 24 países. Um filme da série está sendo produzido.  “Pacote completo: um cenário assustador, uma maldição fatal, reencarnação, feitiços, bruxaria, vudu e personagens que simplesmente prenderão o leitor até o fim…” – VOYA

Gone, gone, gone…

Eu nunca via American Idol… Mas eu acompanhei o final da temporada passada, e às vezes vejo essa que está no ar, e desde que eu comecei a assistir a anterior esse cara foi meu favorito. Adoro a voz dele, mas achei que a menininha iria ganhar… De qualquer forma, espero que ele faça muito sucesso… Pra quem não conhece, Phillip Phillips.