Delicadas marcas, adoráveis cicatrizes

É tão bobo que até você vai rir de mim
Quando eu te contar a minha história
Supostamente provisória
Que parece não ter fim

As pessoas vivem dizendo que nada nunca
É tão ruim
Mas é porque não é no rosto delas que
Parece ter havido um motim

Ou talvez sejam só todos esses hormônios
Aumentando todo esse drama adolescente
Que existe em mim
Mas repare só 1,2,3,4 novos pontinhos pra mim

E obviamente existem coisas mais interessantes
Sobre as quais eu poderia estar escrevendo
Para que você que está lendo não
Desgostasse de mim

Mas o que me resta é ter paciência
E um pouco de sorte
Para que isso tenha logo um fim e
Esperar que minha acne saia logo correndo de mim

Afinal eu nem sou assim tão interessante
Para justificar todo esse amor absoluto
Que essa odiosa bactéria parece
Nutrir por mim

E acaba assim meu descontento
Por preguiça e falta do que dizer
E enquanto o tempo não passa eu vou sonhando
Com o dia que vou me ver livre de você

 

Carolina Alves

 

_________________

Arghhh…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s