Bater antes de entrar

Toda vez que vejo seu rosto
Ele está bem longe de mim
Pode ser que eu esteja só sentindo sua falta
Mas acho que preciso de você aqui
Pode ser que seja ainda mais sério
Porque acho que estou apaixonada por você
Então como eu posso viver com isso
Quando você não responde minhas ligações?
Como eu posso deixar pra lá
Quando só de ouvir sua voz me sinto a salvo de cair?

Então… Eu estou só perdendo tempo?
Desejando que seus dias encontrem os meus?
Eu vou continuar sonhando?
Algum dia você vai realmente vir?
Ao meu redor estão todas essas pessoas, mas o seu rosto está em algum lugar no meio?
Ou eu estou só correndo em círculos
Jogando fora minhas esperanças por nenhuma razão?
Me diga
Porque eu estou começando a ficar entediada estando aqui sozinha…
Esperando…
Não tem sinal no telefone…

Talvez eu perca a cabeça nesse meio tempo
Mas qual é o ponto de viver se você não tem que lutar pelo amor de alguém?
Eu estou pensando se vale a pena
Mas a resposta fica muito clara quando esse sorriso enorme no seu rosto chega até mim.
E talvez um dia você me deixe prometer
Que não existe razão pra se preocupar
Ou duvidar
Porque no final do dia não tem mais ninguém na minha cabeça.

Carolina Alves

Inflamável

Me veja explodir
Enquanto faço o meu show
Me veja explodir
Você pode me tirar do controle?
Cuidado ao assistir
Isso pode te assustar
De cima pra baixo em questão de segundos
Não me peça pra ir devagar
Me veja explodir
Me assista queimar
Uma vez que o fogo encontra a linha de pólvora
Não há mais como parar
Vou te contar um segredo
Esteja pronto pra jogar
Não há como garantir que não vá te atingir
Mas é praticamente impossível negar
Me veja explodir
A poeira levantar
Tudo não passa de uma brincadeira
Não se preocupe se não puder acompanhar
Algumas coisas não são feitas para durar
É claro que se pode tentar
Mas às vezes a beleza do momento
É uma única lembrança
Que não vai se desgastar
Me veja explodir
Me assista queimar
Pode ser exaustivo
Mas é um bom espetáculo enquanto durar

Carolina Alves

Charlie’s Zombie Noises

Como eu vivo postando vídeos dele, provavelmente já deu pra notar que gosto bastante dele. Alguns não são lá essas coisas, mas às vezes ele volta e te surpreende. Uhul! Esse vídeo é muito divertido =)

Conclusão

Eu quero tocar o sol
E andar a luz do luar
Eu tenho meus pés como âncoras
Mas minha mente está solta no ar
Existe um meio termo?
Onde eu possa me encontrar
Toda minha vida eu vivo fingindo
Num mundo cheio de coisas
Das quais só ouvi falar
Como você sabe que não está caindo
Se nunca soube voar?
Ninguém sabe
(Nem mesmo eu)
Mas desde o começo
(Já era seu)
Eu tive um sonho
(Como é doce lembrar)
Proibido contar
Pois nem ao menos conheço
Mas eu o sinto aqui dentro
Vai chegar o momento
(Não quebre)
Onde eu não mais poderei aguentar
E cairei num abismo
Uma espiral de insanidade
(Enfim a liberdade)
Não vai demorar muito
E eu hei de encontrar
O que é feito pra ser
E destinado a estar
Então meu caminho será liberado
E enfim poderei passar
Além das muralhas do medo
(Eu nunca irei voltar)
Ainda que elas não me proibam de sonhar
As ruas além dela são cheias
De estranhos a se encontrar
E eu sei que depois de alguma esquina
É onde deve estar
O motivo da minha jornada
Meu caminho de volta ao lar
(Por favor me de passagem)
Não me impeça de chegar
Desde o começo eu só tenho um caminho
E eu sei onde ele vai dar
Eu tenho andando há tanto tempo
Eu sei que posso chegar
Mesmo na hora mais escura
(Mil estrelas a brilhar)
A cada passo que eu dou
Nada mais vai me parar

Carolina Alves