Queda

E eu vejo em seu rosto
Um refúgio e uma prisão
E o gosto que você deixa
É amargado pela sua razão
Que fere e cura
Ao mesmo tempo
Na mesma mão
À noite somente as sombras
São companhia na escuridão
Num dia você é o caminho
No outro perdição
Um dia me joga no abismo
No outro me oferece a mão

Carolina Alves

Anúncios

Ação sem reação

Tentei construir nosso amor
Como em lego
Mas sou leigo
E míope
Pra ser perfeito
Não houve simetria
E nada que eu fazia
Parecia dar jeito
Tarde da noite quando descobri
Que não sou sintoma, causa ou efeito
Das suas noites de sono perdidas
Dos seus mais secretos desejos

Carolina Alves

A culpa não é da estrela

        Ultimamente a internet inteira anda transbordando de pessoas insatisfeitas com o governo. Não, isso ainda é mais difícil, afinal o governo não é monopolizado por um único partido. Ultimamente a internet anda cheia de gente insatisfeita com o PT. “PeTralhas”, “A Culpa é da Estrela”, “morreu alguém, alguém foi assaltado, alguém tropeçou na escada hoje? A culpa é do PT, a culpa é da Dilma”. Tudo, por menor relação de culpa que possa ser atribuída a uma pessoa específica, é atribuído a esta. A perseguição a esse partido beira a falta do bom senso. As pessoas não tem a menor ideia das coisas que dizem. Dizem porque é a moda, porque todo mundo acha, porque precisam canalizar todo seu ódio pra um foco. Mas a questão é: O PT, a Dilma, não é o mal supremo que impede o Brasil de ir pra frente. Você é. Eu sou.

        A essa altura, provavelmente está parecendo que sou uma adoradora fanática do PT. Mas não é verdade. Me considero centro-esquerda, mas não apoio o PT, simplesmente por não concordar com um partido onde pessoas corruptas continuam permitidas a exercer uma função que deveria ser delegada a alguém com competência de pensar em direitos comuns em benefício de toda uma sociedade, e não capaz apenas de olhar pros seus próprios. Não concordo com o PT porque acho que eles se corromperam em sua busca por cada vez mais poder, e que o partido representado outrora por trabalhadores oprimidos, hoje é dividido entre os idealistas esperançosos, que seja por acreditarem que ainda se trata do mesmo partido, acham que ele é um mar de rosas, a perfeição da política, e dos que já estão lá, corrompidos, em minha opinião (deve haver exceções). Não apoio a Dilma, porque acho que ela não estava de maneira nenhuma preparada para ser Presidente da República, lugar que ela só ocupa – com a sombra do seu antecessor, só pra ressaltar – graças ao carisma de Lula. Quem teria votado nela se não fosse seu “padrinho” político, que era e continua sendo querido na lembrança da maioria das pessoas?

        Mas como eu pontuei anteriormente, o PT não é o único partido corrupto. E o PMDB? E o PSDB? E os outros partidos políticos? Nesse ano de eleição, os candidatos de oposição terão como vantagem o fato de todos estarem inclinados a odiar a Dilma, e jogarão em cima de nós fatos e mentiras aumentados em proporções grandes, se beneficiando dessa onda de contrariedade ao PT que está no seu ápice. Por favor, vamos ter a consciência de pesquisar sobre os candidatos antes de votar. Não seja “maria-vai-com-as-outras” e saia declarando seu ódio eterno ao atual governo sem se dar ao trabalho de pesquisar no que você quer colocar no próximo. Vote nos candidatos que na SUA visão apresentarem as melhores propostas, passarem mais confiança e credibilidade. Não tenha preguiça de se informar sobre isso, se não você perde o direito de reclamar mais tarde.

        E pra fechar esse assunto, só tenho mais uma coisa a dizer. Se o nosso país está do jeito que está, a culpa é nossa, sua. Sua que incentiva o “jeitinho brasileiro”, sua que incentiva a preguiça, que não impõe limites ao seu filho, que fala, fala, mas não dá o exemplo, sua que não incentiva a educação, sua que se satisfaz em estar acima somente da Indonésia em qualidade de ensino, que abre os braços pro comodismo, que vai empurrando com a barriga até onde der, sua que não bate o suficiente nas teclas “valores éticos, morais e educação com o próximo”, sua que não é capaz de olhar pros lados, que ignora os reais problemas, que ignora falhas graves de caráter por se tratar de alguém da família ou próximo a ela. Sua que vende seu voto por um tijolo, que difama qualquer um sob qualquer pretexto, sua que fura filas e acha que isso não é nada. Sua que subestima todos esses detalhes “pequenos”, que mudam radicalmente a convivência.

        Mas deve ser cultural. Ninguém incentiva isso nesse país. Entretanto, nunca é tarde pra mudar, desde que se queira. Talvez você, se for mais velho, não viva tempo suficiente pra ver a mudança acontecer, mas é preciso deixar algum legado positivo para as gerações futuras se agarrarem. É preciso em algum ponto dar o exemplo, e fazer com que vire rotina. É preciso que as pessoas estejam dispostas, porque uma hora o sistema colapsa sobre si mesmo. Vamos hoje começar a cultivar esses valores, porque seus filhos pequenos agora, são os presidentes, médicos, professores, são o país de amanhã. Ensinem a essas crianças, invistam nelas, instruam bem elas, pra que elas sejam pessoas dignas desses cargos amanhã. Não saia culpando o governo como o grande vilão, embora ele esteja negligenciando suas tarefas, subestimando nossa inteligência, e torcendo pra que nós viremos alienados, se eles estão lá foi porque você quis. Você que vota, votou neles. Metade dessa culpa também é sua. Pense. Por você mesmo.

Carolina Alves.

Para passar o tempo 14

Apesar de todos os livros que já li, nunca pude dizer exatamente que tinha um favorito. Tive fases e fases de alguns, mas sério… Não sabia como era essa sensação, até… Orgulho e Preconceito. Gente, se você não tiver a pretensão de ler mil, pelo menos uma vez você precisa! O livo da autora britânica Jane Austin, ganhou todo o espaço do meu coração, parte em minha identificação com Elizabeth, mas também pelo fato da história em si ser tão bem contada, tão interessante, os personagens são tão bem construídos… Eu poderia descrever o livro inteiro, mas deixo pra vocês o prazer de descobrir a maravilha que ele é, lendo vocês mesmos. Fica a dica pra quem estiver procurando um livro legal pra ler ;)

Sinopse: Na Inglaterra do final do século XVIII, as possibilidades de ascensão social eram limitadas para uma mulher sem dote. Elizabeth Bennet, de vinte anos, uma das cinco filhas de um espirituoso, mas imprudente senhor, no entanto, é um novo tipo de heroína, que não precisará de estereótipos femininos para conquistar o nobre Fitzwilliam Darcy e defender suas posições com perfeita lucidez de uma filósofa liberal da província. Lizzy é uma espécie de Cinderela esclarecida, iluminista, protofeminista. Neste livro, Jane Austen faz também uma crítica à futilidade das mulheres na voz dessa admirável heroína — recompensada, ao final, com uma felicidade que não lhe parecia possível na classe em que nasceu.

Imagem

Carolina Alves.

 

Por que você ainda não viu?

Essa é a pergunta que eu quero fazer. Hoje, nesse momento, quero apresentar pra vocês uma ideia super incrível que uma amiga compartilhou comigo, e de bônus, caso vocês ainda não conheçam, um lugar legal pra se visitar na internet. Eu amo todo tipo de comunicação, e o trauma da minha vida é nunca ter recebido uma carta que chegasse pelo correio. Com toda essa modernização do mundo, as pessoas aprimoraram e arrumaram modos mais eficientes e rápidos para se comunicarem entre si. Porém, como negar o charme das cartas? Eu não poderia…

Pensando nisso, uma criatura iluminada, do blog Maybe Yellow, resolveu criar o Projeto Cartas Para Amelie, no qual basicamente você se corresponde por cartas com quantas pessoas você quiser, gerando novas amizades e uma coleção novinha de selos pra começar! Mas os detalhes vocês conferem aqui, eu só estou repostando.

E agora, caso a essa altura vocês tenham clicado no link, já sabem do lugar que estou falando. Se você anda procurando dicas de decoração, gosta de arquitetura, fotos de frases inspiradoras e quer saber de coisas legais que rolam na internet, então por que você ainda não viu? Lá você sempre acha alguma coisa legal, adoro as ideias de decoração com objetos de casa, que normalmente seriam lixo, que encontro por lá… Dê uma olhada no Luxo Comum, e me diz se você não concorda. =DDD

Carolina Alves

Chega logo, Novembro!

Deus existe. Ou seja lá como você chame. Ou pode ser que seja uma força cósmica muito boa, que conspire eternamente a seu e meu favor. Seja como for, gostaria de compartilhar minha animação e ansiedade pela chegada do dia 15 de novembro. Não, não pela data histórica a que esse dia remete, ou ao feriado, embora ele seja muito conveniente… Mas, por favor, fãs, estejam convidados a comemorar comigo. NOVEMBRO É MÊS DE ARCTIC MONKEYS NO BRASIL! Aceito de bom grado a espera. Me sinto no dever de compartilhar com o mundo, todo dia é dia pra se conhecer essa banda incrível!

Em novembro eles vão trazer a turnê para a América do Sul, como vocês podem conferir no link oficial deles. Se você mora no Rio ou São Paulo, comemore. Se não, venha se juntar a nós. Dia 14 eles farão o show em SP, e dia 15 no HSBC Arena, no Rio. Enquanto isso, vamos ouvir as músicas deles pra entrar no clima, e aumentar a expectativa!

“I bet that you look good on the dancefloor
I don’t know if you’re looking for romance or…
I don’t know what you’re looking for
I bet that you look good on the dancefloor
Dancing to electro-pop like a robot from 1984…”

Carolina Alves