Destino

Perguntou meu nome
E eu soube
Como isso acabaria
Você não perdeu tempo pra me mostrar
O que queria
Enquanto conversávamos
O teto girava
E minha língua ficava dormente
Quando eu olhava para as luzes
Meus olhos ficavam cegos pelo brilho
De mil lâmpadas fluorescentes
Meu sangue queima a pele que você toca
Estou extasiada dançando nas nuvens
Não vou piscar porque não quero perder isso
Eu pareço insana quando estou
Cheia da sua energia
Quando nós colidimos era difícil respirar
Mas não pararíamos enquanto não caíssemos
Porque nós adoramos jogar
E quando fizermos todo o caminho
Do inferno ao céu
Em apenas um dia
E não tivermos mais nada
Pra conquistar ou oferecer
Podemos prometer que seremos amigos ainda?
Mas primeiro eu vou te mostrar
Todos os segredos
Escondidos
Eu perguntei a hora
E você soube
Que era tempo de partirmos
Mas enquanto o mundo dorme
Eu continuo vivendo em seus sonhos
E você continua como a música que eu assobio baixinho
Porque foi desse jeito que nós aprendemos
E é desse jeito que nós conseguimos

Carolina Alves

Anúncios

Música

Às vezes você cisma com uma música e só quer que ela saia da sua cabeça de tanto que você ouve! Hahaha, esse é meu estado atual com duas músicas dos novos trabalhos da Taylor Swift e Emblem3. Meu Deus, que fase pop hahaha

Sério, essa música é tão legal! Conheci eles por causa do programa The X Factor, mas não acompanhei mais quando o programa acabou. Por acaso descobri que eles lançaram músicas novas, e até que são interessantes. Essa é minha favorita.

Eu gosto da Taylor Swift, existem determinadas músicas (Teardrops on my guitar, Fearless e Mine) que eu ouço bastante, as outras eu não conheço muito. Quando escutei as primeiras musicas liberadas por ela desse CD novo fiquei meio “ham”, mas quando pude ouvir todas achei uma favorita que não sai da minha cabeça! Blank space. Não achei o áudio, mas se você comprar o CD ou a música você vai entender. :D

Carolina Alves

Para passar o tempo 17

Faz tanto tempo que nem eu nem Isabella atualizamos essa parte! Eu só tenho lido coisas não muito interessantes, mas ontem li um livro que acho que posso recomendar pra quem estiver atrás de uma leitura leve. Na verdade vou indicar dois livros, os dois são considerados “modinha” por terem ficado muito famosos, mas são livros legais.

Se Eu Ficar: Esse ano foi adaptado para o cinema, não vi o filme. O livro não é muito longo, e nem muito arrastado. A primeira vez que li não gostei, mas dando uma nova chance até que é interessante. O livro acompanha Mia e seu dilema de fazer a sua escolha. Nesse meio tempo somos apresentados a fatos do seu passado, detalhes da sua vida, e as pessoas que fazem parte dela. Meu personagem favorito é o pai da Mia. O meu maior problema foi o final do livro, se eu soubesse que seria desse jeito teria comprado a continuação junto, hahaha.

Sinopse A última coisa de que Mia se lembra é a música. Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera… e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.

IMG_2311.JPG

Quem É Você Alasca? Eu não gosto do estilo de escrita do John Green, eu li todos os livros dele que eu conhecia, e esse é o único que eu gosto. Pra mim ele é meio superestimado, mas não vou entrar nesse ponto. Minha parte favorita é o conflito da personalidade da Alasca, embora eu ache que a personagem podia ter sido melhor explorada na sua profundidade. De qualquer modo é um livro bom de ler.

Sinopse Miles Halter é um adolescente fissurado por célebres últimas palavras que, cansado de sua vidinha pacata e sem graça em casa, vai estudar num colégio interno à procura daquilo que o poeta François Rabelais, quando estava à beira da morte, chamou de o “Grande Talvez”. Muita coisa o aguarda em Culver Creek, inclusive Alasca Young. Inteligente, engraçada, problemática e extremamente sensual, Alasca levará Miles para o seu labirinto e o catapultará em direção ao Grande Talvez.

IMG_2310.JPG

Carolina Alves

2008

Quando eu achei que estava perdido em meu passado
Você sutilmente dá as caras no tempo presente
E eu que nunca soube conjugar verbos
Fiquei em uma mistura confusa, surpresa e contente
Mas você estava de passagem
E só como quem queria se mostrar vivo, logo se foi
Acho até que é engraçado
Imaginar se pro meu futuro você passou
Senti sem ti que sinto
Sintomas
De abstinência de quando
Seus conhecidos braços me tomam
Num abraço
Que sempre me serviu de abrigo
E tem sido mantido dos tempos antigos
Até pra onde o tempo for
Mesmo que caminhos diferentes
Permitam que você esteja presente apenas
Eventualmente
Enquanto você existir
Seu nome sempre será minha definição de amor

Carolina Alves

Feliz dia do professor

Ser professor é depositar um pedaço de você em cada um dos alunos que passam pela sua sala. É dividir seu conhecimento e incentivar que eles busquem mais que o dado. É sofrer quando eles não tiram notas boas, por pensar em diversos motivos (falta de interesse? Você não ensinou bem? Problemas aleatórios?). É ficar enorme de felicidade quando de vez em quando um deles anuncia que pretende se aventurar nesse mundo de eterno aprendizado e compartilhamento de conhecimento, porque você o inspirou. É sofrer todos os dias com o descaso do governo, o estresse de levar trabalho pra casa, prazos e falta de valorização da profissão. É sofrer quando ouve alguém dizer “eu nunca quero ser professor, qualquer coisa menos isso”. É ter dias que você não quer levantar da cama, de tão cansado. Mas então você lembra que centenas de pessoas vão estar aguardando por você para abrir os horizontes deles, ajudar a moldar um ser pensante, mesmo pelos mais desinteressados você secretamente tem esperança. Ser professor é o início de tudo, não existiria outra carreira se não houvesse ninguém para ensinar. Ser professor é a maravilha de ajudar cada aluno a subir mais um degrau na vida, e torcer pra que ele chegue lá. E talvez, anos depois, um aluno te reconheça numa fila de supermercado e te agradeça e reconheça a importância que você teve em sua vida. Ensinar é uma das coisas mais bonitas. Uma profissão que divide conhecimento pra somar mais tarde.

Agradeço todos os professores que eu tive, a maioria deles continua na minha memória por inúmeros motivos, alguns deles são agora meus amigos. Eu só quero fazer por alguém o que eles fizeram por mim. Eu me lembro quando eu estava na alfabetização (eu não sei como chamam agora) e eu idolatrava a professora, Lúcia Helena era o nome dela, e eu dizia que eu ia ser professora igual a ela, por causa dela. As demais professoras que eu tive durante o primário exerceram o mesmo efeito sobre mim. No ensino fundamental duas professoras de história, Andréa e Patrícia, tiveram uma importância gigantesca pra mim, especialmente a Patrícia, que foi muito minha amiga, além de professora. No ensino médio eu tive muitos professores por causa do curso técnico junto, então se eu citar todos vou morrer aqui. Mas um em especial, também de história, Carlos, foi e continua sendo importante pra mim, além de professor também foi muito amigo. Eu posso não ter exatamente decidido o que eu vou fazer da vida, além de ser escritora (se minha sina das 30/60 páginas me abandonar), mas eu sei que eu vou ser professora. Em algum momento da minha vida, embora eu espere que não de português/literatura (mesmo sabendo que eu faço faculdade pra isso). E essa vontade eu devo a todos os meus professores. Espero um dia ser tão boa professora quanto eles, espero um dia ser uma Lúcia Helena pra alguém. Feliz dia do professor!!!!

Carolina Alves

Música

Não sou grande fã desse cara, apesar de achar ele talentoso. Mas essa música, especialmente esse clipe, me surpreenderam muito! Assistindo eternamente! Sério. Em tempos de clipes genéricos e apelativos, esse é um bom desvio :)

Carolina