Geodésica

Pontes apontam pontos
Opostos, reversos, porém iguais
Dependendo do sentido desejado
De partida, despedida
De chegadas, pontuais

Pontos são como os portos
Que guardam solenes os cais
Estruturas fixas
Águas móveis
Retornos ocasionais

Pontes são como pontos
Para os quais apontam os ponteiros
Indicando o tempo no espaço
E a possibilidade de atrasos costumeiros

Pontes e ponteiros são como pontos
Indicando a menor distância, uma reta
Mas nem sempre a distância é um plano
Necessário para que seja reta
Não raro quando fora de sala de aula
Se apela para a Geodésica

Pois existe o tridimensional
E nessas horas se apela para as curvas
Num mundo repleto de desencontros
O formato da Terra não muda

Às vezes, em linha reta
Maior a distância
Do que a percorrida nas curvas
E apesar de pontes serem pontos de encontro
Não é possível descartar as curvas

Por: Carolina Lobo

Anúncios